INSIRA SEU EMAIL PARA RECEBER GRATUITAMENTE DICAS, INFORMAÇÕES E NOVIDADES

quarta-feira

As treze virtudes de Benjamin Franklin


http://www.jupiterimages.com


O texto abaixo é atribuído a Benjamin Franklin, inventor (foi ele quem identificou a força elétrica dos trovões), administrador público e um dos redatores da “Declaração de Independência” dos Estados Unidos. Nasceu em Boston (1706); viveu no Reino Unido e França como representante de seu país e retornou à América, onde faleceu (1790).

Os valores e a sociedade em que vivemos hoje força-nos a discordar de alguns itens, como o da castidade, por exemplo. Creio que Franklin definiu essas virtudes para auxiliar o homem a manter sua retidão moral e social. Bem que poderíamos ver melhor empregados esses valores em nosso dia-a-dia. Que tal uma discussão com sua equipe?

As Treze Virtudes de Benjamin Franklin


1. Temperança – não comer a ponto de languidez; não beber a ponto de embriaguez.
2. Silêncio – não falar senão aquilo que seja benéfico a outrem ou a si mesmo; evitar conversas frívolas.
3. Ordem – que cada coisa tenha o seu lugar; que cada atividade tenha o seu momento.
4. Decisão – sempre decidir-se a fazer aquilo que deve fazer; fazer sem falta aquilo que decida fazer.
5. Parcimônia – não efetuar despesas senão para fazer o bem a outrem ou a si mesmo, isto é, nada desperdiçar.
6. Diligência – não perder tempo; estar sempre ocupado com algo proveitoso; eliminar todas as ações desnecessárias.
7. Sinceridade – não usar de falsidade; pensar com pureza e justiça e, se falar, fazê-lo do mesmo modo.
8. Justiça – a ninguém prejudicar fazendo-lhe injustiça ou furtando-se a fazer-lhe o bem que lhe seja devido.
9. Moderação – evitar extremos, abstendo-se de lamentar a perda de excessos, por mais valiosos que pareçam.
10. Asseio – não tolerar falta de asseio, no corpo, nas roupas e em casa.
11. Serenidade – não se deixar perturbar por trivialidades ou ante acidentes comuns e inevitáveis.
12. Castidade – nunca usar o sexo senão para fins de saúde ou procriação; nunca até a languidez, fraqueza ou de modo a perturbar a paz e deslustrar a reputação de outrem ou de si mesmo.
13. Humildade – imitar Jesus e Sócrates.

Bjoks e até breve!

Nenhum comentário: