INSIRA SEU EMAIL PARA RECEBER GRATUITAMENTE DICAS, INFORMAÇÕES E NOVIDADES

quinta-feira

Como lidar com colaborador problemático?


Olá!

O internauta Rodrigo M.T. enviou-nos uma dúvida, que pode ser a sua:



Prezada Sra. Izabel Failde,

Gostei muito de um artigo que li sobre táticas para neutralizar colegas de trabalhos nocivos. Tenho uma pessoa em minha equipe com um perfil que me preocupa muito.

Antes de mais nada gostaria de deixar claro que essa pessoa é muito técnica no processo que costuma desempenhar no dia-a-dia, porém o comportamento que me preocupa é o seguinte:

Costuma criticar os outros para mim, mas evita confronto direto em reunião ou pequenas rodas de conversa. Me solicita para ser o intermediador. Quando se sente ameaçada costuma atacar e tirar o “dela da reta” evita se comprometer com tudo.

Critica mas não se dispõe a resolver a solução. Pretende ser mandada a resolver os problemas. Justifica a falta de tempo e a dificuldade em realizar as tarefas por não ter as condições ideais de trabalho, mesmo quando toda a empresa enfrenta o mesmo tipo de problema.

Quando ameaçada fala mal de qualquer pessoa mesmo de pessoas próximas. O que importa e o seu próprio bem estar. Consegue em alguns casos persuadir quem não conhece todo o processo, sempre se colocando como vítima para justificar os seus erros onde o objetivo é desviar a atenção.

Para evitar cobrança e não se comprometer usa o e-mail para formalizar sua justificativa previamente elaborada.

Gostaria de receber alguma orientação de como trabalhar com esse tipo de pessoa.

Atenciosamente,

Rodrigo

========

Olá Rodrigo

Grata pelo contato e interesse em meu trabalho.

Creio que a melhor que tenho a lhe dizer é: exerça sua liderança!

Cada vez que alguém dá ouvidos a uma fofoca, que ignora algum comportamento nocivo, que “faz pelo outro” (como no caso de ser intermediário), que ignora para evitar conflitos, a pessoa-alvo é poupada e não assume suas responsabilidades (nem precisa, porque alguém está cuidando dela). Isso não precisa vir do líder, qualquer colega de trabalho pode ter esse comportamento.

A questão é que o líder tem responsabilidades não apenas com um e sim com todos os colaboradores.

A meu ver essa pessoa precisa assumir os comportamentos e atitudes que tem. Precisa ser enfrentada, revelada.

Felizmente as organizações têm evoluído a ponto de observar que o perfil técnico não é suficiente para manter um profissional no time, o perfil comportamental faz toda a diferença. Em várias situações é mais “fácil” e até rápido investir no conhecimento técnico, do que esperar que a pessoa mude, pois o tempo pode ser muito maior. E não houver verdadeira intenção e prática da mudança, a transformação e os novos comportamentos não ocorrerão. Não serão sustentáveis, pois não serão verdadeiros.

Desejo sucesso a você.

Abraços!

Izabel



Nenhum comentário: