INSIRA SEU EMAIL PARA RECEBER GRATUITAMENTE DICAS, INFORMAÇÕES E NOVIDADES

quinta-feira

Dica 2 - Fuja dos modelos genéricos

Por mais que, aparentemente, dê trabalho, cada currículo deve ser direcionado a um interesse específico. Objetivos como “vaga na área administrativa” ou “aceito qualquer cargo na empresa” são sumariamente descartados. Esta ação revela o que chamamos de “Síndrome de Alice no País da Maravilhas”, que não sabia onde ia e, portanto, qualquer lugar servia...


Ignore, também, as frases de efeito (ou seria defeito?), comuns, que nada revelam, a não ser a incapacidade de ser criativo e verdadeiro. Quer um exemplo? “Sou um profissional que prima pelo trabalho em equipe, de fácil relacionamento, flexível e adaptável a qualquer situação”. A quantidade de currículos que contem frases desse tipo é imensa, o que leva a empresa a crer que tudo não passa de um simples “copiar & colar”.

Se você é único, como falamos na “Dica 1”, a empresa precisa conhecer seus objetivos, sua trajetória e ser “incentivada” a conhecê-lo. Então, capriche no currículo!

Para ajudá-lo neste desenvolvimento conheça nossa Oferta Coletiva Exclusiva no site da Failde Consultoria.

          Imagem:  www.sxc.hu

Nenhum comentário: