INSIRA SEU EMAIL PARA RECEBER GRATUITAMENTE DICAS, INFORMAÇÕES E NOVIDADES

segunda-feira

Entrevista - Como pedir aumento... e conseguir?


Na "febre" de pedir aumento, acompanhe a seguir a reportagem (na íntegra) concedida à jornalista Heloísa Noronha para UOL.

Acompanhe a repercussão no UOL e no UH News.

Bjs e até!


Como pedir aumento... e conseguir?


A preparação

1. Antes de pedir aumento assegure-se que você é merecedor, ou seja, que tem méritos, cresceu e se desenvolveu em determinado período de tempo (no último ano, por exemplo). Agora responda:
• Quais resultados e diferenciais positivos você proporciona à empresa?
• E os negativos? (Prepare-se para argumentar caso seu chefe utilize exemplos deste item)
• Como agrega valor à empresa? Quais valores são esses?
• Qual é e como está sua produtividade? Há variações? Por que?

2. Avalie seu crescimento no cargo. Se você foi submetido a uma avaliação de desempenho ou ‘feedback’, certifique-se que sua evolução superior à esperada.

3. Liste suas realizações e resultados obtidos.

4. Examine suas competências e cargo:
• Suas competências podem ser utilizadas em outros segmentos de negócio ou estão direcionadas a um nicho específico e restrito?
• Se estivesse procurando emprego qual salário pediria? Quais bases ou critérios utilizou para definir esse patamar?
• Se estivesse procurando emprego no mesmo cargo, encontraria profissionais com remuneração similar à sua?

5. Avalie seu salário perante o mercado, para que você tenha segurança se está ou não defasado. Considere o quanto ganham os profissionais de mesmo cargo ou similar:
• Na sua região
• No mesmo segmento de negócio de sua empresa
• Empresas do mesmo porte que a sua

6. Conheça as políticas e o plano de cargos e salários da sua empresa.

7. Considere as possibilidades de crescimento, seu plano de carreira na organização. Conheça os perfis dos cargos que almeja e avalie se você está buscando seu próprio desenvolvimento para alcançá-los. Seu líder certamente vai lhe perguntar o que você está fazendo para progredir na organização.

8. Analise o quanto você ganha realmente, ou seja, sua remuneração, que é a somatória de salário e benefícios diretos e indiretos. Verifique se são similares aos praticados no mercado.

9. Faça contas. Assegure-se dos descontos legais que envolvem o salário pretendido. É comum a alteração de faixa de desconto de imposto de renda, o que acarreta num salário líquido igual ou até menor que o atual.

10. Se você está desmotivado e por isso quer aumento, faça um mergulho em si próprio para conhecer os reais motivos desta insatisfação. Salário maior motiva por dois ou três meses no máximo; não é capaz de suprir outras necessidades.

11. Escreva seu diálogo ou simule com um familiar ou amigo de confiança. Neste caso, peça que ele assuma um papel crítico, exigente ou com perfil próximo ao seu líder.


O melhor momento

• Solicite uma reunião com seu líder, reservadamente.

• Observe como é o humor e a dinâmica dele e avalie em qual período do dia (ou horário) está mais receptivo para propor um agendamento.

• Se ele não tem tantas oscilações de humor, verifique qual período do dia (até dia da semana) em que pode lhe dar mais atenção.

• Se não aceitar sua proposta de agendamento, peça-lhe 15 minutos em um dia e horário em que ele esteja mais disponível.

• Resista a aceitar uma ‘conversinha’ no momento em que você solicitar a reunião. Há líderes que querem resolver logo os problemas e isso pode acontecer. Diga-lhe que não há pressa.

• Caso sua empresa esteja em recuperação judicial, perdeu um grande cliente, problemas financeiros em geral ou até posicionamento crítico de mercado, o melhor momento pode demorar.

• Por outro lado, se você está superando expectativas, cumprindo e – principalmente – antecipando prazos de entrega ou finalização, sua performance tem sido elogiada dentro ou fora da empresa, os clientes apreciam seu contato, tem bom relacionamento interpessoal e é valorizado pelos colegas, aproveite. É o momento ideal.

• No dia e horário combinados esteja pronto. Jamais se atrase.

• É desnecessário vestir-se de forma diferente do habitual, caso não haja exageros de sua parte: roupas apertadas / decotadas / curtas / transparentes / rasgadas, calças com cós excessivamente baixo (para as mulheres) e ‘cavalo’ ou gancho da calça excessivamente longo (para os homens). Se não está habituado a ir de gravata, não o faça.

• Sobre a postura corporal o ideal é ser você mesmo, na versão mais segura, assertiva, mantendo a humildade. Fale de suas competências e valores sem desmerecer os demais ou valorizar-se extremamente. Ser arrogante não é a melhor estratégia.


O que abordar na conversa ou qual a melhor argumentação

• Utilize as informações obtidas na sua preparação:
    o Ações que geraram economia significativa e sustentável
    o Suas conquistas / ganhos
    o Os resultados obtidos para a empresa e equipe
    o Os projetos de sucesso conduzidos por você ou que contaram com seu apoio
    o Projetos ou resultados (positivos, superiores) que dependeram exclusivamente de você
    o Reduções de custo, ótimas negociações, novos clientes, etc. regulares, ou seja, você precisa demonstrar que esses resultados são fruto de trabalho e empenho, não um acaso.

           Nos últimos seis meses eu e minha equipe superamos as metas da empresa em 12%.

           Meus quatro últimos projetos foram finalizados em média 30 dias antes do prazo e os resultados superiores em 6%.



• Superação de expectativas na avaliação de desempenho
     o Na última avaliação de desempenho minha produtividade foi considerada regular. Tenho conseguido melhores resultados mês a mês, desde este ‘feedback’. Como exemplo cito....

           Use este instrumento a seu favor algum tempo APÓS conhecer os resultados. As avaliações de desempenho não estão atreladas a alterações salariais.



• Valores agregados
     o O que só você conseguiu para a empresa ou, como líder, levou sua equipe a atingir.

           Minha carteira de clientes tem crescido cerca de 20% ao mês, enquanto a carteira geral da empresa tem, em média 5% de crescimento.



• Valores de mercado
     o Utilize este argumento somente se estiver muito seguro que você ganha 25 a 30% menos que o salário de mercado. Lembre-se de como avaliar esta informação (item Preparação).

           Fiz uma pesquisa informal sobre o salário do meu cargo em empresas da região, no mesmo segmento de negócio. Constatei que meu salário atual está 25% abaixo da média e 48% inferior aos salários mais elevados. Há também diferenças significativas nos benefícios.


O que jamais abordar na conversa

• Comparações
     o Eu trabalho mais que o Joca e ganho o mesmo.

          Comparações com colegas não são bem-vindas. Seu líder pode ter uma avaliação diferente da sua e achar que o Joca trabalha mais. A pior hipótese é seu líder entender que você só consegue mostrar suas qualificações quando comparado a outros colegas.



• Tempo de casa

    o Tenho mais tempo de empresa que o Joca e temos o mesmo salário. Acho que tenho direito a ganhar mais que ele.

           Há muito tempo este critério caiu em desuso. Assim, além de demonstrar falta de preparação, você se utilizará de uma argumentação ultrapassada e vazia. Há inúmeros casos em que os profissionais com menos tempo de empresa são mais comprometidos e atualizados que os mais antigos.



• Dramas pessoais
     o Tenho cinco filhos e preciso ganhar mais
     o Estou endividado no cartão de crédito

     o As prestações do apartamento aumentaram muito

     o Estou devendo no banco e meu nome vai para o SPC

     o Com o divórcio tenho pensão a pagar

     o Meu filho ganha mais que eu

     o Minha mulher resolveu fazer faculdade e preciso pagar as mensalidades

     o Com meu salário jamais vou conseguir trocar de carro

     o Vou reformar a casa
         
           Qualquer argumentação dessas ou similar significa transferir à empresa os problemas pessoais. Na melhor das hipóteses o líder entenderá seu drama e, polidamente, recusará dar-lhe o tão esperado aumento.



• Obrigações tratadas como diferenciais
     o Sou ético, comprometido, de confiança
     o Não falto, trabalho todos os dias, cumpro meu horário de trabalho
     o Não fico doente, raramente trago um atestado
     o Não grito nem falo mal de meus colegas, sou contra o bullying
     o Jamais fui advertido ou suspenso do trabalho

           Caráter, ética, respeito são obrigações de cada colaborador, de cada indivíduo. Mesmo que sua empresa tenha poucas práticas como estas, ainda assim é sua obrigação e jamais devem ser utilizadas como diferenciais.



• Leilão ou ameaça
     o Tive uma proposta de trabalho muito boa. Quanto você me paga para ficar?
     o Você sabe que conheço muito bem nossas rotinas e as peculiaridades desta empresa, entretanto estou ganhando pouco. Gostaria de saber qual proposta financeira você tem para me apresentar. Não gostaria de procurar outro emprego!
         
           Mesmo que os diálogos não sejam tão diretos como os exemplos acima, o objetivo é o mesmo: conseguir um aumento ‘no grito’. É fato, algumas empresas só aceitam este tipo de argumentação, porém você não precisa se igualar, agir da mesma forma. Demonstrar competência ainda é o caminho mais adequado, sustentável, ético e valorizado.

           Há um outro ponto a considerar, poucas vezes lembradao: o líder pode simplesmente abrir mão de seu contrato. Se a proposta de um novo trabalho for verdadeira, talvez você saia ganhando, caso contrário...



• Queixas ou retaliações
     o ... e aproveitando o momento, gostaria de salientar que tenho críticas quanto à gestão da empresa...
     o Bem, entendo que não possa receber este aumento. Então peço que me ouça, pois tenho observado alguns abusos no departamento...

           Não seja vingativo ou aproveitador. Seu objetivo nesta reunião é uma melhoria salarial, não falar mal da empresa ou colegas.


Em caso de um “não”

• Aceite a resposta e negocie:
     o Bônus
     o Alterações em seus benefícios (pagamento de combustível, estacionamento, pedágios; melhoria da assistência médica)

• Se nada disso der certo, proponha retornarem ao assunto em três ou quatro meses.


Foto: Cofrinhos garrafas pet by Recicla e Decora

Nenhum comentário: